Hotel Transilvânia 3: Férias Monstruosas | Dica de Cinema


Hotel Transilvânia 3: Férias Monstruosas, Dica de Cinema, Uma garota chamada sam

Sinopse: Solitário e infeliz, buscando um novo amor na internet, Drácula é surpreendido com um presente da querida filha: férias em um cruzeiro. Inicialmente resistente à ideia, ele acaba engajado no passeio ao se encantar pela comandante, que, no entanto, esconde um segredo nada amigável.

Título original: Hotel Transylvania 3: Summer Vacation
Data de lançamento 12 de julho de 2018 (1h 38min)
Direção: Genndy Tartakovsky
Elenco: Alexandre Moreno, Fernanda Baronne, Marcio Dondi...
Gêneros Animação, Comédia
Distribuidor SONY PICTURES

Quando Hotel Transilvânia estreou pela primeira vez em 2012 foi um sucesso de bilheteria, repetindo o mesmo sucesso em Hotel Transilvânia 2, agora conseguirá Hotel Transilvânia 3: Férias Monstruosas repetir o mesmo sucesso? Confesso que sou fã deste de filme, que traz uma história divertida, leve que consegue agradar pais e filhos.

Hotel Transilvânia 3: Férias Monstruosas, Dica de Cinema, Uma garota chamada sam

Porém, repetir o sucesso dos antecessores costuma ser um trabalho árduo, ainda mais quando se trata em agradar um público tão difícil, o infantil. Afinal com uma criança é uma velha questão... Ou eles amam, ou então odeiam. Embora os pais também precisam gostar para que assim, levar os filhos ao cinema.  Ainda assim, período de férias e assistir ao filme com classificação livre e com ótimos antecessores. Então vale a pena sair de casa e conferir mais uma produção infantil que estreou neste mês de julho.

Hotel Transilvânia 3: Férias Monstruosas, Dica de Cinema, Uma garota chamada sam

Hotel Transilvânia 3: Férias Monstruosas estreou no dia (12) de julho e deve permanecer nos melhores cinemas perto de você, creio eu, por um bom período, por isto, vamos reunir toda a criançada e a família e assistir a mais uma nova animação que promete divertir e agradar a adultos e crianças.

Shampoo Seda By Rayza | Resenha

Rayza Nicácio lançou recentemente sua primeira linha em conjunto com Seda intitulada “Seda By Rayza” que promete cabelos hidratados e saudáveis. Então vamos com a resenha do Shampoo desta linha?

SEDA, Rayza Nicácio, Uma Garota Chamada Sam

Quando a Rayza Nicácio anunciou o lançamento oficial da sua linha com Seda (confira aqui) causando um enorme alvoroço nas redes sociais, afinal ela é uma das grandes referencias em cuidados capilares (cabelos crespos, ondulados e cacheados), ou seja, uma das maiores no nicho cabelo que sempre deu excelentes dicas em seu canal do YouTube (acessem o canal dela aqui) lança uma linha de cuidados com cabelo, logicamente todas nós queremos experimentar e testar!


ü  Sobre o produto:

"'Oi meus amores! Babosa + Óleos traz o super Mix de Óleos Vegetais (Coco, Amêndoas e Argan) com o poder da Babosa. Inspirado nas misturinhas caseiras, Babosa + Óleos = hidratação e umectação pura*, vocês vão amar! Obrigada mãe por me apresentar Babosa e Seda por trazer para todas nós!

Informações retidas: Site Seda

A linha possui um Shampoo, Condicionador e Creme de Pentear (ainda sem máscara de hidratação), e o testado desta linha Seda By Rayza e o Shampoo de Babosa + Óleos que promete ajudar na recuperação da estrutura celular, dando emoliência e flexibilidade. Contendo Óleo de Coco que traz o resultado de cabelos nutridos e hidratados e o Óleo de Argan que proporciona cabelos com mais força e flexibilidade. Todos os produtos desta linha foi cocriado com a Rayza.

Ele contém um baixo teor de Sulfato, além de possuir 325ml, tamanho padrão dos produtos de Seda (veja outras resenhas de Seda aqui). Ele é um Shampoo ideal para que possui cabelos secos e/ou desidratados.


Composição:
AQUA, SODIUM LAURETH SULFATE, SODIUM CHLORIDE, COCAMIDOPROPYL BETAINE, GLYCERIN, ALOE BARBADENSIS LEAF JUICE, COCOS NUCIFERA OIL, PRUNUS AMYGDALUS DULCIS OIL, ARGANIA SPINOSA KERNEL OIL, PARFUM, GLYCOL DISTEARATE, DMDM HYDANTOIN, DISODIUM EDTA, COCAMIDE MEA, METHYLCHLOROISOTHIAZOLINONE, METHYLISOTHIAZOLINONE, LINALOOL, CITRIC ACID, SODIUM HYDROXIDE.

O site de All things Hair fez uma matéria interessante sobre “10 Curiosidades Sobre a Linha Seda ByRayza Babosa + Óleos

(OBS: Lembrando que não possuo parceria com Seda, esta e apenas uma indicação de matéria complementar ao post de plena autoria da Blogueira presente).

A Outra História do Mundo de Guillermo Casanova | Crítica

A Outra História do Mundo de Guillermo Casanova com César Troncoso e grande elenco. O longa chegará aos cinemas no 2 de agosto.

A Outra História do Mundo, Guillermo Casanova, Uma Garota Chamada Sam
Sinopse: Uma pequena cidade vive os duros reflexos da ditadura quando dois amigos, Milo e Esnal, resolvem zombar do irritado coronel local sequestrando seu bem mais precioso: a coleção de anões de jardim. A aventura dá errado e as consequências são cruéis para a dupla: Milo desaparece sem deixar rastros, enquanto Esnal sofre isolado. Porém a história pode tomar outra direção depois que as filhas de Milo, desesperadas por notícias do pai, saem em busca de seu antigo amigo suplicando ajuda.

Elenco:

César Troncoso - Gregorio Esnal
Roberto Suarez - Milo Striga
Natalia Mikeliunas - Beatriz Striga
Alfonsina Carrolcio - Anita Striga
Nestor Guzzini - Coronel Valerio

A Outra História do Mundo é uma produção interessante que conta a história de uma família que após ter seu pai levado pelos militares, tenta descobrir o que ocorreu e assim, começa o verdadeiro desenrolar de toda a trama. O filme conta com excelentes atuações, além da ótima direção de Guillermo Casanova. Embora os acontecimentos da produção demorem a acontecer, o filme retrata o cotidiano de uma pequena cidade e seus habitantes, focado principalmente no personagem de Troncoso que inicia suas aulas, afim de contar e resgatar da prisão seu melhor amigo e unir os habitantes da cidade em prol de uma única causa... Ou seja, sua liberdade que é oprimida devido ao regime vivido no país.

A Outra História do Mundo, Guillermo Casanova, Uma Garota Chamada Sam

O roteiro de A Outra História do Mundo é ótimo, a fotografia e os cenários retratam bem toda a trama, os personagens contém suas particularidades que tornam o filme muito bom, mas o que pra mim deixou a desejar, foi a demora nos acontecimentos, enrolando demais para desenvolver os atos seguintes. 

Um outro grande ponto positivo desta produção e a trilha sonora que contém referências brasileiras, embora está seja uma produção do Uruguai, temos referencias do Brasil neste filme. Além é claro, como futura historiadora da crítica ao regime vivido no país, já que o Uruguai, passou por uma ditatura militar (1973–1985). Que até hoje é objeto de controvérsias devido as violações dos direitos humanos sofrido durante esse período no país, como o uso de tortura e os desaparecimentos inexplicáveis de muitos uruguaios.

A Outra História do Mundo, Guillermo Casanova, Uma Garota Chamada Sam

O que torna A Outra História do Mundo uma história sobre resistência, coragem contra os tempos opressores em que o país viveu, mesmo utilizando do humor para aliviar o tema, ainda assim, é clara a crítica do diretor ao cenário vivido durante o processo de ditatura no Uruguai. O filme é baseado no romance “Alivio de Luto” do escritor uruguaio Mario Delgado Aparaín, o longa é produzido por Três mundos Produções, Lavarorágine Films e Largato Cine/Welt Film. Fênix Filmes assina a distribuição.  A estreia do longa será dia 2 de agosto de 2018.  Então marque em sua agenda e procure nos cinemas mas próximo de você a exibição do filme.


Ficha Técnica:
Direção: Guillermo Casanova
Roteiro: Guillermo Casanova, Inés Bortagaray
Diretor de Fotografia: Gustavo Hadba, ABC
Direção de Arte: Eduardo Lamas
Cenografia e Efeitos: Alexandre Favero
Mixagem de som: Daniel Yafalian
Montagem: Guillermo Casanova, Pablo Riera
Efeitos Especiais e Pós-produção: Santiago Svirsky, Bruno Fauceglia
Trilha Sonora Original: Hugo Fattoruso, Daniel Yafalian
Produzida por: Natacha López, Isabel Martinez, Hugo Castro Fao, Kristina Conrad
Produção: Três Mundos Produções /Lavarorágine Films /Lagarto Cine/Welt Film

Como remover a maquiagem corretamente

Sabemos que não é aconselhado dormir maquiada, por isso se faz necessário fazer a remoção da maquiagem antes de dormir. Dormir maquiada pode trazer alguns problemas para a sua pele como por exemplo, a obstrução dos poros e por consequência problemas com acne. E os problemas não param por ai, os cílios por exemplo podem ficar ressecados, quebradiços ou até mesmo cair.

Nesse artigo vou apresentar algumas dicas que nos ajudarão a remover a maquiagem corretamente.

Removendo a maquiagem corretamente

Pré-remoção da maquiagem

Para retirar os excessos de maquiagem é recomendado usar um lenço umedecido para fazer a higienização.

Uso do demaquilante

Essencial para remover maquiagem. Existem vários produtos como cremes, líquidos, lenços e outros. O ideal é usar produtos de acordo com o seu tipo de pele. Para a região dos olhos use um produto bifásico próprio.

Cuidado com os olhos

Para evitar a queda dos cílios é importante remover a máscara de cílios corretamente. Usando um algodão levemente úmido, faça movimentos de baixo para cima dos cílios. Para limpar bem, use um demaquilante. Tem alguns produtos que são à prova d'água, então use um demaquilante à base de óleo.

Lavagem do rosto

Após remover a maquiagem com demaquilante, lave o rosto com água fria, esse procedimento serve para limpar os poros e ativar a circulação. Com um sabonete líquido leve, com PH neutro apropriado para o seu tipo de pele, lave o rosto. 

Hidratação

Após todo esse procedimento, é recomendado fazer a hidratação da pele. Na região dos olhos use um creme para redutor de olheiras ou anti-rugas. Para a pele use um hidratante. Sempre levando em consideração o seu tipo de pele.

Sabemos que produtos de beleza muitas das vezes são muito caros. Por isso reservei essa parte final do artigo para deixar uma dica super legal para você que deseja comprar produtos de beleza  e não quer gastar muito.


Use cupons de desconto

A dica é pesquisar na internet por cupom de desconto. Você vai encontrar cupom de desconto O boticário, cupom de desconto Avon e entre outros. A maioria dos sites de cupons de desconto lhe auxilia como usar os cupons.


Espero que tenha gostado das dicas. Se gostou compartilhe!

Texto colaborativo feito pela: Maria Magnolhias

Louca por Séries: The Handmaid's Tale


A série “The Handmaid's Tale” (O Conto da Aia – em português) é um seriado americano produzido pelo streaming Hulu e baseado no livro homônimo da autora Margaret Atwood.

The Handmaid's Tale, Louca por séries,uma garota chamada sam

Sinopse: Depois que um atentado terrorista ceifa a vida do Presidente dos Estados Unidos e de grande parte dos outros políticos eleitos, uma facção catolica toma o poder com o intuito declarado de restaurar a paz. O grupo transforma o país na República de Gilead, instaurando um regime totalitário baseado nas leis do antigo testamento, retirando os direitos das minorias e das mulheres em especial. Em meio a isso tudo, Offred é uma "handmaid", ou seja, uma mulher cujo único fim é procriar para manter os níveis demográficos da população. Na sua terceira atribuição, ela é entregue ao Comandante, um oficial de alto escalão do regime, e a relação sai dos rumos planejados pelo sistema.

A série The Handmaid's Tale conta uma história de um futuro distópico, onde as mulheres passam a ser subjugadas a reprodutoras (já que a crise de mortalidade infantil), faz com que elas vivam sob um novo regime ditatorial teocrático e fundamentalista nos Estados Unidos.  Mais a série vai muito além disso, com uma estrutura brilhante e um roteiro que consegue balancear a história entre flashbacks de como era a vida antes de tudo começar, e a vida atual dessa civilização que passa a viver nesse regime e suas novas leis.

The Handmaid's Tale, Louca por séries,uma garota chamada sam

The Handmaid's Tale é uma ficção cientifica em vários momentos, porém o que torna a trama da série assustadora e a sua proximidade com a nossa atual realidade, e a qualidade técnica e as atuações marcantes dessa produção, só torna a veracidade das cenas ainda mais assustadoras também.  Elisabeth Moss (uma das melhores atrizes da atualidade) vive June /Offred, uma aia que deve sua vida arrancada, sua identidade e sua história, agora ela vive para trazer a vida a uma criança, enquanto mês após mês, ela é violada para que tal ato aconteça. E neste momento que conseguimos ver a interpretação magnifica dessa atriz que não fala nada, mas cujas expressões falam por ela mesma, a forma como seus gestos corporais fazem com que ela demonstre sua repulsa aquele ato e sensacional.

The Handmaid's Tale, Louca por séries,uma garota chamada sam

A série trabalha questões sociais e principalmente a forma como nós mulheres somos vistas e como deveríamos ser subjugadas a posição apenas de mãe e esposa, não mulher que tem desejos e principalmente um pensamento (muitas vezes mais amplamente) do que um homem. E isso, não é algo fora do comum, na idade média a Igreja pregava que a mulher devia ser vista apenas para procriar, e o estrupo não era um crime (no livro medieval de Chretien de Troyes – Romances da Távola Redonda) a uma cena onde uma mulher é quase violentada e o Lancelot fica analisando se deve, ou não ajuda – lá, pois aquilo naquela época não era um crime... era uma forma de punição para a mulher.

Então a série não traz nada fora de um contexto em que nós mulheres somos sempre submetidas, mas nem por isso, a série é o que poderíamos considerar feminista, embora tenhamos a força e a cada novo episódio o desejo de lutar e de serem ouvidas, a série e muito mais do que isto, e a própria atriz Elisabeth Moss referiu que ela não considerava a série feminista, mas que a considerava uma série humana, sobre os humanos. E realmente é, afinal nela encontramos as formas mais obscuras que um ser humano pode chegar a ser, e principalmente que nós mulheres em muito não apoiamos uma as outras, mas sim, nossos próprios interesses.

The Handmaid's Tale, Louca por séries,uma garota chamada sam

Ainda assim, vejo um reflexo visível de feminismo nesta série, por termos mulheres como centro de sua narrativa e a falta de liberdade que a mulher tem neste mundo. Independentemente de sua posição social, afinal a esposa do comandante Serena Joy (Yvone Strahovski) vive segundo as ordens de seu marido a quem ela é submissa e deve sempre obedecê-lo, segundo a nova lei. Essa atriz também está arrasadora, embora todo o elenco esteja de parabéns por suas entregues atuações.

The Handmaid's Tale é uma série obrigatória a todos, especialmente nos dias atuais, onde conseguimos acompanhar diversas mudanças no cenário político sendo retrogradas. A nova série do Hulu não pretende ser uma previsão do que possa vir a ser o futuro, mas ainda assim, trabalha com fatos que não fogem ao que podem acontecer, e seria realmente assustadora se pensarmos que pode. Não acham?

CLASSIFICAÇÃO