Desejo & Reparação | Crítica.

Sinopse: Em 1935, no dia mais quente do ano na Inglaterra, Briony Talles (Romola Garai) e sua família se reúnem num fim de semana na mansão familiar. O momento político é de tensão, por conta da 2ª Guerra Mundial. Em meio ao calor opressivo emergem antigos ressentimentos familiares. Cinco anos antes, Briony, então aos 13 anos, usa sua imaginação de escritora principiante para acusar Robbie Turner (James McAvoy), o filho do caseiro e amante da sua irmã mais velha Cecília (Keira Knightley), de um crime que ele não cometeu. A acusação na época destruiu o amor da irmã e alterou de forma dramática várias vidas.

A grande beleza de um filme, e muitas vezes ressaltada graças a um ótimo diretor, e quando Joe Wright foi escolhido para dirigir este longa eu sabia que estaria e séria um dos melhores filmes dele, não desmerecendo "Orgulho & Preconceito" dirigido por Joe, mas Desejo & Reparação,mostra como ele amadureceu o seu talento, já demonstrado em "Orgulho & Preconceito". Além dos cenários belíssimos e dos figurinos, Wright consegue extrair de todo o elenco perfeitas atuações, inclusive da Kiera Knightley, a quem sou imensamente fã, e como quem ele já havia trabalhado em Orgulho & Preconceito, o diretor queria Kiera com a Briony na adolescência, mas ela pediu para interpretar a doce Cecilia e esta mudança foi perfeita, já que este papel mostrou sua grande evolução com atriz. James McAvoy me surpreendeu com ator, se mostrando ótimo, variando sua atuação ao decorrer do filme.

Outro grande  ponto deste filme e que todos vão perceber e a grande atuação da atriz Saiorse Ronan que na época era iniciante no cinema, que interpreta a Briony na fase infantil, e graças a sua perfeita atuação ela concorreu ao Oscar por este longa com "Melhor Atriz Coadjuvante" .

Saiorse se destaca no filme pela maturidade ao interpreta um papel tão adulto em alguns momentos e sem dúvida o dando traços forte a personagem carregado por ela de maneira grandioso, sem deixar a inocência de lado nas cenas. Na fase velha a atriz Vanessa Redgrave da vida a Briony, mesmo nos poucos minutos finais em que aparece, com sua experiência revela o final lindo desta história. Confesso que amei mais o final do filme do que propriamente o início dele, mas ao mesmo tempo me arrancou algumas lágrimas quando é revelada por ela a verdade.


O filme é inspirado em um Best-Seller de Ian McEwan, ao qual nunca li, mas tenho o interesse em começar a ler, porque a história possivelmente é mas ampla do que a mostrada no filme.

Desejo & Reparação é um obra de arte passada sobre a visão da Segunda Guerra, e como alguns erros podem não ter mas, uma reparação, este com certeza é um dos poucos filme que conseguem chegar o mais próximo da perfeita perfeição. Recomendo!



2 comentários:

  1. Eu amo este filme também e lindo o final
    mas triste

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente este filme é belíssimo e o final e lindo
      Beijos

      Excluir