Poesia de Quinta


Eu estou tentando não fingir
Houve um tempo em que fomos felizes
Mas tudo mudou, e não posso fingir mais.

Porque as paredes desde falso amor queimaram e tudo caiu a nossa volta
Eu sei que você sente o fogo queimando por que ele esta em todo lugar

Este fogo vai queimar eternamente entre nos dois.
Devemos seguir caminhos diferentes, 
sei que será difícil, mas nada e verdadeiro no que tivemos.
E não posso fingir mais.

Sabe que não há sentimentos entre-nos.
Merecemos viver um novo dia, 
e ser felizes ao invés de queimar no chão,
Eu mereço ser feliz.

Não queria que fosse dessa forma
Eu preciso viver com alguém que não me faça sempre chorar
Eu só queria que você pudesse perceber o que fizemos a nos dois
Mas agora você esta partindo
E não vou te impedir, não mais.
Eu fui tola por esperar que você percebesse todas as coisas
Que te dei te tornei te mudei, mas você foi embora.
E dessa vez não vou te impedir.

Agora é tarde, e eu não quero que fique mais,
E tarde demais para lamentar e cedo demais para chorar
Quando não há mais nada o que dizer.

Ainda devo deixa-lo partir,
Não consigo dormir a noite sem você
Mas será melhor desta forma.
Eu era uma mulher que amava um menino.
Nada daria certo entre nos dois.

Minha redenção e minha salvação estão nesta libertação de você
Eu podia ter mudado a direção, mas e melhor assim.


No fim nada mais importa.

Sam Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário