Louca por Séries: Fuller House

Full House foi uma série lançada em 1987 até 1995, e que agora 21 anos depois o Netflix surge com Fuller House, trazendo quase todos os atores da primeira versão.


Fuller  House, Netflix, Uma Garota Chamada Sam

Sinopse: Como a série original, a sitcom se passa em San Francisco D.J. Tanner-Fuller (Candace Cameron Bure) perdeu recentemente o marido. A sua irmã mais nova, Stephanie Tanner (Jodie Sweetin) aspirante a cantora, e sua melhor amiga, mãe solteira Kimmy Gibbler (Andrea Barber) – e sua filha adolescente Ramona (Soni Nicole Bringas), todas se mudam para a casa de D.J. para ajudá-la a cuidar dos três filhos dela – o rebelde J.D. (Michael Campion), de 13 anos, o neurótico Max (Elias Harger), de 7 e o bebê Tommy Tommy.

Eu confesso que preferia Full House dos anos 90 do que esta nova versão com as irmãs tanner e a sua amiga Kimmy, claro que 21 anos depois haveria diferenças e atualizações como a abertura da série que tem Carly Rae Jepsen cantando.  Que alias ficou incrível na voz da Carly esta versão de "Everywhere you Look". 

Quando Fuller House foi anunciada, e que haveria o reencontro de todos da série, logicamente imaginamos a Michelle vivida pelas gêmeas Olsen na série, porem ambas se recusaram a voltar devido a suas vidas hoje estarem voltadas para o mundo da moda, e isso e citado na série. Como uma nova roupagem bem atual dos dias de hoje, eu me senti matando aquela saudade dessa família que fez parte de muitas famílias americanas, e aqui no Brasil também, pois era exibida no SBT (Que saudades daquele tempo) com o nome de Três é Demais.

Ainda sim, eu esperava algumas novidades, porem a história continua com aquele mesmo enredo de pai solteiro ou melhor viúvo que criava 3 filhas, só que desta vez, teremos a D.J como a grande estrela que tenta sozinha cuidar de seus 3 filhos, com a ajuda de sua irmã e sua melhor amiga.  Ainda sim, Fuller House me conquistou apesar de esperar algumas diferenças, somente o elenco infantil e que falhou terrivelmente na série, com pouco carisma, bem diferente da versão antiga, que na série tinha tanto carisma que foram por muitas vezes o grande motivo da série não ser cancelada, mas esta nova versão... As crianças são completamente chatas.

Fuller  House, Netflix, Uma Garota Chamada Sam

Mas o que dizer o Netflix acertou em cheio quando a esta série e em trazer de volta, toda essa energia e esse humor que agrada tanto crianças como toda a família, e difícil ao menos para mim, não comparar Full com Fuller, ainda sim, ambas as séries foram sensacional, e que sempre deixará saudade no coração de todos que quando criança, ou adulto assistia a esta série incrível. 

5 comentários:

  1. Eu só assisti o primeiro episodio, depois meio que abandonei. Gostei bastante do primeiro, mas não me prendeu pra ver de imediato, acabei deixando na geladeira.

    Dany Guimarães| Legalmeente Ruiva | Legenda da Trindade
    www.legalmeenteruiva.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkk Bom a série realmente é boa porem, algumas coisas deixam a desejar nos deixando meio que sem vontade de continuar assistindo, mas ainda sim, tenta depois retirar da geladeira kk viu
      Beijos

      Excluir
  2. Eu realmente gosto de seu blog , espero que possamos trocar . Introduziu um software de recuperação de fotografia gratuito.Free Photo Recovery Software

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada fico feliz que tenha gostado do meu blog
      Beijos

      Excluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir