#BEDA 29 - Equals | Crítica

Equals é um filme interessante com uma proposta diferente com os atores Kristen Stewart e Nicholas Hoult nos papeis principais.

Equals, Filme, Crítica
Sinopse:  No futuro, existe uma nova raça de seres humanos: os Equals, indivíduos pacíficos, justos e que não possuem mais emoções. Até que uma doença passa a ameaçar todos, ativando sentimentos em suas vítimas, que são excluídas do resto da sociedade. Silas (Nicholas Hoult) é infectado, mas percebe que Nia (Kristen Stewart) também possui sentimentos, sendo capaz de escondê-los. Sentindo pela primeira vez algum tipo de intimidade em suas vidas, eles decidem fugir.

Equals foi uma produção que pouco causou, afinal o filme traz um tema que poucos podem achar interessante, onde mostra uma sociedade que vive em um ambiente sem vida, ou sentimentos, onde sentir é considerado uma doença.

A história do filme apesar de pouco interessante para alguns, pode ainda sim ser boa para outros,  afinal e proposta dessa história não seria ruim, se tivesse sido melhor desenvolvida, afinal nós temos Kristen Stewart que é uma coadjuvante nesse filme, já que tudo gira em torno do personagem do ator Nicholas Hoult, que é dirigido nesse filme pelo diretor Drake Doremus (Loucamente Apaixonados), que alias é um ótimo filme.

Eu esperava um pouco mais de Equals eu senti que ficou faltando alguma coisa há mais nesse filme, a história acabou se tornando distante sem explorar determinados pontos, como a relação da Nia e do Silas que apesar de existir, ficou em segundo plano deixando os momentos de reflexão do personagem mais evidente do que todo a situação do filme que tentou mostrar essa sociedade sem sentimentos, mas que eu particularmente não absorve bem o proposito justamente porque não foi tão bem mostrado.

Equals, Filme, Crítica

Eu confesso assisti e no fim se tornou apenas mais um filme com atuações medianas que passam despercebidas por um roteiro que teria sido bom, se a história durante o filme tivesse sido melhor contada. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário