Poesia de Quinta - Domingos Montagner


Do teu adeus eis meu choro
em teu sorriso, eu encontro meu aconchego
Em seu abraço um rio aberto;

Desse adeus que deixa saudade
Queria dizer – te não vá
Pois essa saudade há de me levar
Mas Deus decidiu que aqui não estás
Porque o céu agora e o seu lugar.

Nesse momento minha dor clama
Em meu peito esse vazio
Não consigo dizer – te adeus
Quando o teu doce sorriso me chama
Era para mim, meu paraíso,
Agora me deixas e vai embora.

Quem sabe um dia essa dor se acalme
Quem sabe eu consiga deixar
Deixar essa vontade de você ir embora
E veja que esse não é o fim
Mas o começo dessa história.

Não queria te dizer adeus
Não desejo deixar você partir
Mas dos meus braços você foi embora
E nesse momento há dor está aqui.

Mas sei que um dia vamos nos ver
Sei que nesse dia vais sorrir para mim
E enquanto esse dia não chega
eu sigo meu caminho, mas feliz porque te conheci
Pois dessa vida você se foi para sempre
Porém nunca do meu coração.



Poesia dedicada ao ator Domingos Montagner

Nenhum comentário:

Postar um comentário