História em Leitura #1: Cultura – Um Conceito Antropológico

“A natureza dos homens é a mesma, são os seus hábitos que os mantêm separados”.

Autor: Roque de Barros Laraia.
Editora: Zahar
Paginas: 108

Sinopse: Dividido em duas partes, o livro refere-se ao conceito de cultura a partir das manifestações iluministas até os autores contemporâneas, enquanto a segunda procura demonstrar como a cultura parece influenciar o comportamento social e diversificar a humanidade, apesar de sua unidade biológica. O autor busca utilizar, sempre que possíveis exemplos referentes à sociedade e às sociedades tribais que compartilham o território brasileiro, o que não impede a utilização de exemplos de autores que trabalham em outras partes do mundo.

Este e o primeiro post da “História em Leitura” uma série que teremos no Blog todas as terças – feiras, trazendo para vocês algum livro relacionado ao curso de História, para quem não sabe (confiram o vídeo aqui) atualmente curso História (Bacharelado) na Universidade Fluminense Federal (UFF), sim não, curso mais Jornalismo.

E por isso, resolvi criar está série e trouxe o livro da aula de “Antropologia II” para pautar este primeiro post. O Livro e Cultura – Um Conceito Antropológicodo autor Roque de Barros Laraia.

O livro não foi uma indicação da minha professora, mas sim, de um excelente canal no YouTube (confiram aqui) que indicou em um vídeo sobre cultura no estudo da Antropologia. E a obra de Roque de Barros Laraia é divida em duas partes: da natureza da cultura ou da natureza á cultura e como opera a cultura, respectivamente;

Trazendo em pauta discussão a cerca do entendimento que se tem de cultura, e de um modo claro, com uma escrita bem didaticamente falando, contribuindo com a formação inicial de estudantes de antropologia e das áreas de ciência sociais, no meu caso da História.

Outro ponto trazido no livro e o desdobramento de Roque de Barros Laraia e que cada sistema cultural possui lógica própria, e que enganoso se torna pensar de forma diferente, tendo assim uma visão etnocêntrica, o que revela uma ignorância Humana, e que está presente nos antigos e ainda é presente nos tempos atuais. 

O autor de Cultura – Um conceito antropológico traz em pauta, a revelação das particulares dos sistemas culturais, de uma forma de fácil compreensão e de leitura rápida, por conter apenas 108 páginas, mostrando a forma humana de atuar e ser percebida, levando – nos a conflitos de todos contra todos pela presença de um olhar mesquinho de mundo.  

Então para você que está buscando um excelente livro de Antropologia, fica está excelente dica de leitura desse livro de Roque de Barros Laraia que é professo emérito da UnB, e que cuja carreira, como antropólogo se iniciou no Museu Nacional da Ufrj,

Nenhum comentário:

Postar um comentário