Poesia de Quinta

A vida consegue ser libertadora, mas no fim somos prisioneiros.  


Somos presos por nossos medos, por falsas paredes de comodismos, dizemos que amamos, mas não sabemos ser livres para viver este amor. Apenas deixamos que a vida siga seu curso sem nunca lutar.Então será que amamos realmente? Ou apenas aproveitamos as chances da vida? E a vida não tem chances demais para quem não fez por merecer?
  
Dói ás vezes perceber o quando mudamos, mas não aprendemos, erros são tão frágeis, mas corrigíveis há medida que fazemos nossas escolhas. Talvez eu esteja esperando que o seu passo seja para mim, mas nós dois sabemos que você já o fez antes de nós envolvermos. 

E eu ainda espero que a vida mude os nossos caminhos, que o destino nós faça presente, e que ainda que estejamos separados, sejamos luz dentro um do outro. 

Que você seja a estrela mais brilhante dentro de mim, ainda que eu tenha deixado de brilhar para você... 

Nenhum comentário:

Postar um comentário