Pantera Negra | Crítica

Pantera Negra chegou aos cinemas no dia (15) e no dia (16) eu pude estar conferindo essa grande estreia da Marvel que trouxe a história do T’Challa rei de Wakanda.

Pantera Negra,Marvel,Uma garota chamada sam

Um dos pontos mais magníficos de Pantera Negra e a forte presença feminina nessa produção da Marvel, onde pela primeira vez numa produção sobre um super-herói quem rouba a cena são as mulheres do filme.  Ainda que, esta produção seja para contar a história de T’Challa (Chadwick Boseman) que foi apresentado pela primeira vez no filme “Capitão América: Soldado Invernal”, o filme do Pantera Negra parte dos acontecimentos acontecidos neste filme, onde após a morte de seu pai, T’Challa assumira o trono de Wakanda. Além de contar com um time de peso de atores americanos como Forest Whitaker (vencedor do Oscar por “O último Rei da Escócia”) e da atriz Angela Bassett (vencedora do Globo de Ouro pelo musical Tina) que interpreta a mãe de T’Challa.

Pantera Negra,Marvel,Uma garota chamada sam

A fotografia do filme também é um dos pontos a se ressalta nessa produção da Marvel, além dos figurinos belíssimos que ainda, não tinha visto em nenhuma outra produção desse gênero, me surpreendeu bastante os cenários e a beleza das vestes usadas pelos atores que trazem a presença forte da cultura africana para os cinemas.

Mas o que, mais me chamou a atenção e a força feminina nesse filme, pois temos a Viúva Negra nos filmes dos Vingadores (e nos do Capitão América) vivida pela atriz Scarlett Johansson, mas em Pantera Negra, o time feminino e a força dessa mulheres e muita mais explorada, elas são fortes, destemidas e ocupam uma posição secundária no filme, mas que ganham um espaço notório e que faz com que muitas mulheres, inclusive eu, se sinta muito mais representadas ao ver que o cinema americano em uma produção tão grandiosa, deu espaço suficiente para contar a história de um super-herói, mas também de mostrar que as mulheres, embora não sejam o foco do filme, tem sua presença marcante nesta produção. Inclusive, salvando o super-herói em certos momentos.

Pantera Negra,Marvel,Uma garota chamada sam

Sendo um dos filmes mais críticos e sérios que a Marvel já trouxe, está produção vai muito além de contar a história de Wakanda, traz uma crítica a visão que os países subdesenvolvidos têm do continente africano, e o filme ao final demonstra essa clara visão que se tem desse país ao dizer uma frase... (não vou dar spoiler), inclusive uma fala dita pelo personagem do Michael B. Jordan antes do final do filme é extraordinária, sobre como os seus antepassados sofreram com a escravidão.

O filme realmente está belíssimo, não e a toa que se tornou o quinto filme de maior bilheteria da história dos Estados Unidos, e o que mais deve surpreender a todos e que o elenco e composto apenas de atores negros, inclusive a direção do filme feita por Ryan Coogler que fez um trabalho maravilhoso com essa produção. Então assistam, pois tenho certeza que vocês vão vibrar, se emocionar e se encantar pela história deste filme, ansiosa por uma continuação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário